>> Voltar a Entrada >> Enter to The Matrix!


Jogo de horror
Corte cabeças e braços integra a estréia da EA em games de horror
THÉO AZEVEDO 2008-11-05
Dead Space explora o gênero que se convencionou chamar de "survival horror" (horror de sobrevivência, em tradução livre), cujo mote é abordar o sentimento de prazer que existe no medo. Graças à violência desenfreada e à envolvente trama de terror ambientada no espaço sideral, o jogo recém-lançado no Brasil se alinha a grandes nomes do estilo, como Alone in the Dark e Resident Evil. O jogador assume o papel de Isaac Clarke, um engenheiro em missão de rotina para consertar o sistema de comunicação de uma estação de mineração no espaço. De repente, o protagonista se vê envolvido em uma invasão de mutações alienígenas e criaturas horrendas. A tripulação foi dizimada, e Clarke precisa lutar pela própria sobrevivência em ambientes escuros. Aos pedaços Os combates de Dead Space têm um toque especial: a idéia é, sempre que possível, desmembrar os inimigos, que são difíceis de enfrentar, com seus ataques rápidos e letais. Não se trata só de um recurso visual: ao arrancar um braço de um monstro, por exemplo, o jogador diminui o poder da ameaça, que, de quebra, perde sangue e morre com mais facilidade. Um golpe certeiro com a primeira arma do game, uma espécie de picareta equipada com laser, pode colocar o inimigo fora de ação. Cada arma possui dois tipos de disparo e, ao arsenal, junta-se ainda o lança-chamas -uma das mais divertidas de ver em ação. A câmera adota a perspectiva em terceira pessoa, posicionando-se do lado esquerdo, um pouco acima das costas do protagonista. No início, é um pouco estranho, mas é um ângulo que aumenta a sensação de estar sendo observado. A tela não exibe aquela habitual infinidade de marcadores, integrando-os ao contexto de Dead Space. Para citar um exemplo, o medidor de vida do protagonista pode ser visualizado em um cilindro nas costas de Clarke. Livre da poluição visual, sobra espaço para os sustos e o horror, imergindo o jogador por completo no clima. Ambiente A estação espacial é extremamente ampla, com muitos locais para explorar, sem contar que freqüentemente é preciso revisitar muitos deles. Caso o jogador se perca, pode usar um comando que traça a rota que precisa ser percorrida naquele momento, de forma a atingir o objetivo. Com isso, não há labirinto que resista. Para completar o pacote aterrorizante, Dead Space conta com gráficos e trilha sonora tecnicamente perfeitos. As músicas e efeitos sonoros atuam com grande ênfase no fator psicológico, deixando o jogador em estado quase constante de alerta. Há pouco tempo para respirar e, mesmo com a pausa ativada, o protagonista pode ser alvo de um ataque. Dead Space é indicado para maiores de 18 anos, disponível em versões para PC, PlayStation 3 e Xbox 360. No Brasil, a Electronic Arts comercializa o jogo, mas não divulgou o preço. Nos EUA, o preço é de US$ 59 para consoles e US$ 49 para PC.
Folha de S.Paulo




Anunciar na CULTZONE  muito fcil

101 Copyright © 2003-2005-2006-2007-2008-2009-2010-2011-2012-2019 CULTZONEZai AGÊNCIA CRIATIVA.
Todos os Direitos Reservados CULTZONEGroup
Powered by CULTZONE WebSolutions
CULTZONE IT'S A TRADEMARK. DON'T COPY!