>> Voltar a Entrada >> Enter to The Matrix!

Jardins de Kensington
``Um romance peculiar, inteligente e cheio de suspense.`` The Observer
Conrad 2007-03-18
Rodrigo Fresán

``Um romance peculiar, inteligente e cheio de suspense.``
The Observer

Jardins de Kensington é uma combinação entre a misteriosa Inglaterra Vitoriana e a psicodélica Londres dos anos 1960 - dois cenários equivalentes, como um mundo num espelho, onde Rodrigo Fresán, principal revelação na literatura pop latino-americana conta a história do escritor infantil Peter Hook, um filho de hippies obcecado pela biografia do criador de Peter Pan, J. M. Barrie.


O livro se passa em uma única noite, onde Peter Hook, pseudônimo do autor dos livros da série Jim Yang, conta a história de sua própria vida, ao desafortunado Keiko Kai, ator escalado para interpretar o personagem no cinema.


Filho de Sebastian ``Darjeeling´´ Compton-Lowe, líder da fictícia banda inglesa de rock The Beaten (banda inspirada nos roqueiros cabeludos do The Kinks, famosos nos anos 60), Hook passou a infância entre todos os personagens da Swigin´ London - dos Beatles ao cineasta Michelangelo Antonioni, da modelo Twiggy ao bardo Bob Dylan (que Hook lembra ter vomitado em seus bonequinhos de chumbo).


Porém essa Londres de sonho acaba muito cedo para o infante Hook - abalado pela morte de seu irmão mais novo num acidente caseiro e de seus pais num naufrágio, refugia-se no mundo de Peter Pan, torna-se o garoto que não quer crescer - e também adquire uma obsessão pelo criador do personagem, J. M. Barrie.


Como um Jorge Luis Borges pop, Fresán tece um mundo paralelo, onde fantasia, ficção, cultura pop e fatos históricos se misturam para criar um universo mágico permeado de tragédias, onde a inocência se confunde com crueldade e a infância é um pesadelo sereno de onde nunca se pode acordar.


``Este é um daqueles romances (pense em Lolita, Moby Dick ou as histórias de Borges e Calvino) que realmente nos fazem recordar o profundo prazer sensual que sentimos na infância, quando descobrimos a leitura e começamos a nadar no vasto oceano dos livros.´´
The New York Times Book Review



Sobre o Autor

Nascido em Buenos Aires em 1963, Rodrigo Fresán trabalha como jornalista desde 1984, escrevendo sobre música pop, cinema, gastronomia e cultura. Seu primeiro livro é História Argentina, de 1991, que o consagrou com sua escrita transgressora no conteúdo e experimental na forma. Publicou um segundo livro de relatos, Vidas de Santos e sua primeira novela, Esperanto - e também a obra mais emblemática dessa fase, La Velocidad de Las Cosas. Em 1999, mudou-se para Barcelona, de onde escreveu e publicou (pela editora Random House-Mondadori) Mantra e Jardins de Kensington, representando uma segunda fase na sua obra, com uma prosa hipnótica e digressiva, recheada de referências à cultura pop.



520 páginas
Formato: 14 x 21

CULTZONE




Anunciar na CULTZONE é muito fácil


Termo de Uso Não Obrigatório, apenas para fins legais

101 Copyright © 2003-2005-2006-2007-2008-2009-2010-2011-2012-2019 CULTZONEZai AGÊNCIA CRIATIVA.
Todos os Direitos Reservados CULTZONEGroup
Powered by CULTZONE WebSolutions
CULTZONE IT'S A TRADEMARK. DON'T COPY!

Read book