>> Voltar a Entrada >> Enter to The Matrix!


CULTZONE comenta o relatório do PL170/06 que criminaliza os games
O senador fez um documento totalmente parcial com o intuito de aprovar a lei.
CULTZONE 2009-12-04
Quem produz, vende ou joga games são criminosos? Isto é um absurdo. Mas para meia dúzia de senadores, isto é verdade e ainda estão perdendo tempo e nosso dinheiro público com isso.

Onde já se viu colocar um gamer atrás das grades com Marcola e Cia. limitada? Ou com o casal que matou a filha?

Bullshit!

Mas não se preocupe não, por que só vai ficar atrás das grades quem jogar CALL of DUTY ( muito violento), GTA IV ( contra a moral cristã e estimula a marginalidade), Bully (contra a família ), Modern Warfare (mata árabes muçulmanos ), Zelda ( o vilão é muito feio), Counter Strike ( mata muita gente), Mario Bros ( estimula a obesidade mórbida), Diablo 2 ( sai capeta!), World of Warcraft ( estimula a competição entre os nerds e formação de clãs), God of War ( estimula a conhecer o lado negro da mitologia grega), Assassin's Creed (tem assassinato no nome, Cruz, Credo!), Star Wars ( atrai pessoas para o lado negro da força), Indiana Jones (estimula saques a museus), FIFA 2010 ( o ronaldinho gaúcho é muito feio), Lego Star Wars ( é muito quadrado), Guitar Hero ( possui bandas com mensagens satânicas), Afro-Samurai ( estimula o conflito inter-racial), Need for Speed ( estimula os rachas), Final Fantasy( tem muita história), Supremacia Bourne ( tem muita ação), GranTurismo 5 (estimula luxúria e o orgulho), Playboy Mansion (tem cenas de sexo).

Veja a parcialidade dos parágrafos escritos pelos senadores gamemaníacos:

Muitos jogos de videogame apresentam lutas, perseguições, ataques e mortes. A tarefa do jogador é caçar e destruir o maior número possível de inimigos, representados com feições grotescas, monstruosas ou ridículas. Destruí-los é salvar o mundo nesses jogos.

Claro bixo, vcs querem que a gente lute contra donzelas gostosas?? O roteiro dos jogos deveria ser de plena harmonia e pureza angelical?? A morte é intrínseca do ser humano, todo ser vivo morre??? Nos games ninguém pode morrer? As lutas existem desde os dinossauros e agora os senadores querem acabar com elas???

Mas alguns jogos têm passado de brincadeiras de mau gosto, sendo arsenal de propaganda e doutrinação contra determinadas culturas.

Quais jogos?? Qual doutrinação?? Progaganda cultural de quem??

O Instituto de Pesquisa Social da Universidade de Michigan divulgou, em 2005, que os videogames mudam as funções cerebrais e insensibilizam os jovens diante da vida. Os jogadores frequentes sofrem danos a longo prazo em suas funções cerebrais e em seu comportamento.

Os jogadores frequentes se insensibilizam, mas e os jogares casuais? Porque vamos limitar o direito de todos por causa dos abusos de alguns. Esta teoria também esta muito furada, pois a pesquisa é de 2005 e não foi feita no Brasil. E sem contar que a Marinha e o Exécito americano utilizam os games com seus pelotões para treinamento e entretenimento. E com o advento do Nintendo Wii, acabou o sedentarismo dentro do universo gamer. Então o relatório deveria ser baseado em pesquisas atuais e nós deveríamos ter acesso aos dados das amostragens de gamers utilizadas, para não haver distorções.

Embora sejam classificados pelo Ministério da Justiça,...

Vejam a parcialidade cretina do gamer senador: "Embora sejam classificados..." o cara detona o ministério da justiça que classfica as idades para cada game no Brasil e relativiza o processo como se fosse algo inútil. É por isso que este projeto de lei está viciado e só atende aos interesses de alguns grupos em detrimento da maioria interessada. Só vai ajudar à advogados e mais juristas ganharem mais dinheiro para livrar a cara das empresas produtoras de games e de jogadores incriminados. E ainda vai ajudar aos progamas policiais sensacionalistas do tipo "Aqui agora!", à usar as imagens de jovens jogadores como criminosos da fação criminosa do "Warcraft".

Vejam como seria reportagem: "Eis um viciado em games de guerra que foi preso portando um DVD pirata de CALL of DUTY". O policial diz: "O miliante foi capturado quando estava em uma lan house planejando ao próximo crime. Ele resistiu à prisão e desacatou a autoridade". O delegado diz: "Bota no xadrez!". O gamer diz no depoimento deixando na 69ª DP (não é dupla-penetração): "Estava com meus amigos jogando na Lan do Zé (QG dos miliantes) quando apareceu uma viatura e me revistou. Aí começo a confusão". No tribunal criminal o juiz diz: "Meu filho vai jogar bola". O advogado de acusação diz: "Este indivíduo é uma ameaça à sociedade moral católica, ética, cristã familiar, burocrática e institucional. Sugiro uma pena de 30 anos para cada recorde no game de guerra". Advogado de defesa diz: "Protesto! Meu cliente tem bons antecedentes no mercadolivre e é respeitado na comunidade online dos ursinhos carinhosos. Faremos um acordo. Doação de cestas básicas para todas as famílias carentes de Heliópolis por 10 anos."


...alguns jogos de videogame desprezam, notadamente, o comportamento correto das crianças, ensinando palavrões. Em outros, os ?gays? são mortos e as religiões, tais como o satanismo, budismo, hinduísmo, judaísmo e o cristianismo, são ofendidas.

Ensinando palavrões? Todos games são importados e nínguém cria games em português, por que não há pacotes de estímulos do governo. Nossaaaaa, mas não eram os senadores que deviam legislar sobre isso? Os games que contém linguagem inapropriada são classificados nos Estados Unidos, Japão e Europa. Vc não vai dar um Playboy Mansion para uma criança de 4 anos. E nem para alguns senadores...

Sem contar que metade dos games tem censura contra palavrões e os jogos online MMO não permitem. De onde o senador tirou esta conclusão? As crianças aprendem palavrões nos pátios das escolas e ninguém proibiu-as de ir às aulas. E outra coisa, quem é maior de 18 anos pode falar palvrões sim e falar quando quiser. Isto chama-se linguagem de baixo calão e linguajar chulo. Mais chulo é este projeto de lei ou chulé mesmo. Como diria o Marquês de Ponta Grossa quando apeou de seu cavalo negro malhado: "Vai se...".
Ofendendo o satanismo?? Como se faz isso?? Manda o diabo para a...


Sobre o cristianismo, vê-se em alguns jogos alguém bater em anjos, enquanto se escuta um coral católico. É comum um superbandido bater asas pelo inferno antes da batalha final, ou até derrotar Jesus e seus doze apóstolos, embora tenham nomes engraçados.

Meu Deus do céu, ilumine estas criaturas, pois não sabem o que dizem. Jogos sobre cristianismo? Quem joga isso? Qual é o jogo que faz isto? É só proibí-lo, igual foi feito com o tal do "Carmagedon" nos anos 90. Pronto. Pra quê ferrar com todo o mercado de games? Por causa de um título? Esta ameaça ao mercado vai criar uma reação em cadeia tão grande contra os senadores que eles vão engavetar este projeto inútil. Derrotar Jesus nos games? "Só Jesus salva...".

Nos últimos tempos, os videogames têm se popularizado junto à sociedade e, paralelamente, alguns crimes têm sido creditados à transposição da violência virtual para o mundo real. Eles têm sido considerados uma educação para o ódio de muitas culturas.

"Nos últimos tempos" das cavernas... É obvio que os games tem se poupularizado, mas não com a ajuda do Senado Federal. É uma das melhores opções de entretenimento moderno e a maioria do jovens já jogaram um dia sequer. Creditar crimes ao games??? Qual crime foi cometido??? Onde estão os autos e as informações de embasamento desta afirmação? E os crimes que foram cometidos pelos senadores foram estimulados por games? Existe algum MMO chamado Corrupção.online.com??? Vc cria seu próprio avatar para corromper licitações e fazer atos secretos.

Transposição da violência virtual para a real??? Ele diz que "alguns crimes..." utilizando um bom português ( ora pois!) vemos que há indefinição na fala do senador, pois utilizou o termo indefinido "alguns". É brincadeira. Basear todo o mercado de games brasileiro por causa de "alguns". Onde está nossa representatividade?? Onde está a democracia? Educação para o ódio. Jogando "Zelda?" Qual game cria este universo??? O texto não cita? Pois é tão vago quanto este projeto de lei.

www.senado.gov.br




Anunciar na CULTZONE  muito fcil

101 Copyright © 2003-2005-2006-2007-2008-2009-2010-2011-2012-2019 CULTZONEZai AGÊNCIA CRIATIVA.
Todos os Direitos Reservados CULTZONEGroup
Powered by CULTZONE WebSolutions
CULTZONE IT'S A TRADEMARK. DON'T COPY!