>> Voltar a Home >> Enter to The Matrix!


EDITORIAL AGOSTO 2009
A censura é para os fracos: A liberdade, assim como a liberdade de expressão é um direito de todos..
Henrique Drovandi 2009-08-31
O mês de agosto realmente é de cachorro-louco. Loucos, mais ainda, são os que buscam cercear a verdade ou a liberdade através de atos secretos, processos judiciais e decisões unânimes.

Unânimes são as mazelas sofridas por uma nação a mercê de crápulas da verdade, onde só eles podem ter o direito de se comunicar. Desembargadores, ministros do supremo federal, senadores, filhos e netos de senadores e namorados das netas de senadores...

Isto é o fim da amizade entre os meios de comunicação e os "pseudos-donos-do-poder". Ou podemos chamar de "puder", como é nos infinitos rincões dos maranhões e cerrados brasileiros...

Desembargando a discórdia
Um homem de direito que utiliza o próprio poder em causa íntima, deveria ser expulso de cadeira de magistrado. Mas isto não acontece por dois motivos: 1 -Ninguém está nem aí. 2 - Ele tem "puder".

Diabo foge da cruz
Estes dias estava em um evento do Partido do PSDB, a convite de um membro. No entanto fui elegantemente convidado a me retirar, pois não era permitido pessoas da imprensa estarem naquele recinto. O interessante é que foi um próprio profissional da área de imprensa é que me convidou à porta da rua. Convidou ou intimou. Do que é que eles tem medo? Alguém deve estar devendo uma grana alta e não quer aparecer??? É por isso que as pessoas dizem que os políticos fogem da imprensa, assim como o diabo foge da cruz. Eles tem o tal "puder".

Censurar é comum
Já levantei esta bola em 2008, quando uma escola de samba na Sapucaí foi impedida de desfilar com seu carro alegórico. Naquele carnaval, ficou claro que a liberdade de expressão só é permitida quando não me interessa.

O tema do carro da Escola Viradouro era sobre o Holocausto, e foi proibido pela justiça carioca de desfilar. O pedido foi enviado por uma associação de judeus que se sentiram ofendidos. A juíza que movimentou o processo também tinha sobrenome de judeus, e fez uma liminar urgente ( coisa que só acontece para quem tem "puder") e a escola foi punida. O carro não tinha nada de mais, além de mostrar a história da segunda guerra mundial, com corpos de pessoas mortas pelos nazistas. Mas para embasar sua defesa, eles alegaram que a passarela, com "mulheres nuas" não respeitava a memória das vítimas. O CASO FOI DE REPERCUSSÃO NACIONAL, MAS NÃO HOUVE ESCOLHA. Após o incidente, a revista Época publicou uma matéria aliviando a barra da associação dos judeus. Parecia até matéria comprada. Eles também têm o tal "puder".

Indignado, fiz um video-protesto para divulgá-lo pela internet e subi em pleno carnaval. Mandei para vários jornais do Brasil e canais de comunicação. Apareceu em um blog italiano sobre censura e num jornal argentino, comentando sobre o fato da Viradouro. O resultado foi importante, pois surgiram várias pessoas discutindo sobre o problema nos comentários do youtube. O problema é que muitas pessoas acharam a censura comum. A barbárie também será levada ao nível do "comum"? Veja vc mesmo o protesto: Viradouro



Suprimindo o diploma
Veja este trava lingua: O Supremo suprimiu a supremacia. Agora qualquer, profissional de qualquer área pode ser um comunicador, ou até ser o editor-chefe de uma redação. Segundo eles, a lei que mantinha a exigência era da ditadura. Já pensou!!! Se a moda pegar, vamos ter médicos formados em engenharia, advogados vendedores de suco e muito mais... E o que vai acontecer com vários jornalistas formados??? Onde estão as associações de classes? E o que aguarda os que estão nos cursos de graduação??? Aguardem, o próximo capítulo do Supremo Tribunal Federal. Parece novela mexicana... Eles têm todos os "puderes".

Mordaça Cineclubista
Numa matéria anterior, da categoria de cinema, nós noticiamos a existência de um circuito exibição popular, com vários filmes independentes. A questão é que a programação não foi informada aos principais diretores dos filmes com antecedência. Não sei foi por negligência ou por maldade mesmo. Ao entrar no famigerado blog da mostra em julho, ainda constava a programação do mês anterior. Total consideração pelo público. E o pior ainda estava por vir: Meu filme, Pai-Nosso dos cineastas estava na lista de exibição para várias datas. Só que o filme não passou. Segundo os organizadores, as exibições foram canceladas por falta de público!!!

Vejam meus amigos, como a vida é cruel: Eles não informam aos cidadãos mais interessados no projeto cultural e depois cancelam as exibições. Que maravilha! São realmente mentecaptos.... mas com dinheiro público. É verdade, pois eles foram contemplados com o dinheiro da prefeitura de São Paulo com o Projeto VAI de fomento. Receberam pelo menos R$18.000 para promover as exibições e agora estão fazendo esta...

Mas para completar a hecatombe, fui reclamar sobre o problema, meus amigos, e fui censurado. Quer dizer, eu não, o cinema nacional foi censurado. Além de ter de aguentar as besteiras que fizeram, ainda tinha de ficar quieto? Eles acham que sou um "cineasta de presépio", que ficaria de boca fechada... Vcs podem olhar direto no blog do projeto o nome do meu filme e perguntem se foi exibido??? Fui censurado por aqueles que deveriam zelar pela cultura e que foram incumbidos pelo poder público para fomentar o cinema independente. Eles tem o "puder" dado pelo poder público. A INDIGNAÇÃO É O PRIMEIRO PASSO PARA MUDAR ISSO!

Pai-Nosso dos Cineastas
Quando rodei este filme, pensei numa história emblemática, onde todos os cineastas poderiam se unir, com uma mensagem luz e esperança para todos aqueles que produzem o audiovisual. É uma mensagem utópica, mas que alguns fazem questão de nos lembrar disso. Já que a censura caiu matando, então veja vc mesmo: Pai-Nosso
Aqui vai a mensagem do filme completa, para que ninguém a censure novamente:

Glauber Nosso que estais no céu
Que o Oswald esteja convosco
Santificado seja o vosso filme
Vem a nós o vosso discurso
Assim na película como no digital
O boom nosso de cada dia,
nos daí o áudio hoje
Perdoai os nossos roteiristas,
assim como nós perdoamos os nossos editores,
a quem nos tem cortado
e não nos deixai cair em esquecimento,
mas livrai-nos do lugar comum.
Ação.




Teoria dialética
Na teoria da dialética, ninguém é dono da verdade, que possui várias faces. Cada opinião forma um conjunto de amálgamas que formam um novo caminho. Os donos do "puder" não pensam dialeticamente. Eles querem conduzir as idéias, informações e até as artes para um único caminho.

Aceitar a censura, é aceitar um único caminho: o da morte... morte de pessoas, das idéias, das artes, da beleza, do amor... imagine alguém que ama, mas não permite ser contrariado... é uma ditadura amorosa... na verdade é apenas uma paixão... O amor vem de algo mais puro, incondicional... Não é possível uma sociedade inteira ficar à mercê das paixões alheias. É preciso abrir os canais de comunicação, veículos, blogs e papéis higiênicos... Nós devemos bater forte em quem gosta de ter o "puder" de dizer o que devemos fazer ou não. Assim eles pensarão duas vezes antes de atacar nossa liberdade novamente.

Contraponto
Segundo o próprio José Sarney, que é jornalista também, Thomas Jefferson ( não é o do mensalão!) criou a liberdade de imprensa para fazer um contraponto ao "puder" dos poderosos.... então vamos celebrar este nosso ponto de discórdia, escrevendo, publicando e muito mais...

Programa Sem Vergonhas
Um Programa Humorístico que fala de política doa a quem doer e olha que as besteiras que eles falam doem mesmo. O quadro fala da democracia brasileira do jeito que se fala nas ruas e nos botecos do Brasil. Uma peça de bom humor e bom senso que fala das mazelas brasileiras sem censura e cortes. Não perca a nova temporada: Sem-Vergonhas



O fim de uma era
Agora vamos falar de outras coisas, senão fica muito chato... Já fiquei com o saco cheio mesmo.
Michael Jackson representa vários símbolos. É o ícone POP, tanto é que era o REI. Era um mestre musical, inovava em suas coreografias e fez milagres com seus videoclips nos anos 80(tem grupo de forró que até hoje não chegou lá). O fim dele, representa o fim do século que acabamos de deixar para trás, XX. Michael nasceu nos anos 50, mas sua trajetória foi seguida por nós até 2009. São exatos 50 anos de sucessos. E para demonstrar minha argumentação, seguem alguns fatos:
Anos 60 - Os negros ainda eram segregados nos USA e então surge Martin Luther King, que luta pelos direitos iguais deles. MJ estava lançando sua carreira com os Jackson FIVE.
Anos 70 - Após a ebulição de 68, o mundo estava na Guerra Fria e com a Guerra do Vietnã. Movimentos pela paz rolavam em todo o mundo e surge WoodStock. MJ estava começando sua carreira solo com sons Disco Music.
Anos 80 - Mudanças radicais nesta década, com o cinema e música. MJ estava lançando os maiores hits de sua história como Billie Jean e Thriller.
Anos 90 - O mundo já não era mais o mesmo, a URSS caiu , caiu o muro da Alemanha, não havia mais a polarização. Surge um movimento pelo planeta com ECO-92 no Rio. MJ começou com suas canções mais pela paz e lançou muitos videoclips que lideraram as paradas.
Anos 00 - Bug do milênio, bolha da internet, 11 de setembro e crise mundial de 2008. MJ já estava tão decadente que não produzia mais como antes.
Mesmo com tantos fatos, podemos resumir tudo em poucas palavras. As pessoas tinham muita estima por MJ. Ao verem seu ídolo morrer, muitos desejaram ir junto, pois com ele morria também suas lembranças de 50 anos atrás. Todos, de uma certa maneira, já tinham entrado em contato com a carreira de MJ e possuiam uma empatia por ele. Com seu fim, perceberam que o mundo está muito diferente de quando ele apareceu por aqui e ficam atônitos por tentar pensar no futuro que nos espera no século XXI. Quem ficar até lá, que escreva algum editorial....

Aquele abraço

Henrique Drovandi - E-Mail

Diretor & Editor


Pensamento profundo de Alfred E. Neuman
"Se 90% dos políticos não roubassem tanto, sobraria muito mais pros outros 10% roubarem."




CULTZONE

Anunciar na CULTZONE  muito fcil

101 Copyright © 2003-2005-2006-2007-2008-2009-2010-2011-2012-2019 CULTZONEZai AGÊNCIA CRIATIVA.
Todos os Direitos Reservados CULTZONEGroup
Powered by CULTZONE WebSolutions
CULTZONE IT'S A TRADEMARK. DON'T COPY!